Silêncio no ar!


Enfim me deparo com uma matéria em uma Coluna do Correio da Bahia referente ao "silêncio" sobre o CANCELAMENTO DO CONCURSO CFO... atenção mais do que justa, pois é uma coisa que impacta a vida de muitas pessoas, outros jornais deveriam dar atenção, até porque os mesmos divulgaram amplamente o prazo das inscrições, agora deveriam mostrar a situação de quem se inscreveu e a postura patética de quem deveria administrar e/ou responder pelo certame.

PM, CONSULTEC e UNEB... ninguém "sabe" informar nada!
Não sabemos até quando o silêncio vai perdurar... Vamos pressionar, mandar e-mails, ligar... Uma hora eles terão que nos encarar e dá uma explicação razoável.

UNEB - diz não saber de nada, apenas o que nós sabemos... que a PM está estudando uma forma de devolução do dinheiro das inscrições (Incrível que recolher foi fácil, fácil né!?). A Uneb só vai falar a respeito quando a PM se posicionar.

CONSULTEC - EM nota informou que não é responsável pela restituição da taxa de inscrição, desmentindo a PM.

PM - Mantêm o discurso de que não tem data para divulgação do edital e que a forma de ressarcimento será divulgada em breve.

É um jogo de empurra... e ao que tudo indica quem responde de fato é a PM, que fala do ressarcimento e da falta de previsão do novo edital... e sobre o CANCELAMENTO, qual motivo o D. PM?

Na matéria ainda há uma opinião do Presidente da Associação dos Oficiais que achei bastante pertinente, e que com certeza muitos concordam, aliás, quem não se surpreendeu com o número de vagas. Pois é, ele pelo visto também, e ele fala algo que não é novidade, a falta de estrutura da Academia... Eu ainda completo... a APM está cada dia pior, a turma do 1º ano tem faltado coisas básicas como alimentação... Aula vaga já é rotina... Como abrir então um concurso com 300 vagas? Eu quando vi, apesar de surpresa fiz a inscrição sorrindo, devido ao aumento de possibilidade de ingresso e nem pensei nos pesares...
Mas e eles? Deveriam ter feito os tais cálculos antes, e não lançar o edital, pra depois deixar a gente nesse vexame.

O presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA), tenente-coronel Edmilson Tavares, disse que ficou surpreso com o cancelamento do concurso. "A gente ainda não sabe o motivo, mas uma coisa é certa: a estrutura da academia não comporta essa quantidade de vagas".  

Mas não pensem que quando ingressarem os absurdos serão menores, para vestir a briosa o sacrifício é grande e como vemos, ele já começa antes mesmo da prova.

Link da matéria --> Correio - Coluna/ Graciela Alvarez

Abraços!

3 comentários:

  1. Pois é Isabella, nada pra ninguém. Apenas especulações, isso é apenas um reflexo da desorganização em que estamos imersos.
    Poderiam pelo menos, vir a público e explicar o que está acontecendo. Mas não, preferem nos massacrar um pouco mais do que já somos diariamente.
    Ficaremos atentos a tudo isso, não daremos sossego para eles. A guarnição dos concurseiros esta a postos, sem vacilar!!!
    abração e parabéns pelo texto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkk... "Issaê" Jordão!! Vc sempre presente guerreiro, valeu mesmoo! Vamos continuar cobrando e estudando (não esqueça disso, rsrs).
      Vamos tentar nos manter motivados sem esquecer o nosso objetivo... apesar de tudo isso a nossa oportunidade vai chegar. Abraçãoo!!

      Excluir
    2. Certamente chegará...não tenho dúvidas disso!!!
      abraços

      Excluir

Tecnologia do Blogger.